Sólida infra-estrutura e advogados
            especializados na área previdenciária.

Lesões da Voz e o INSS
O assunto hoje interessa a todos os professores, locutores, telefonistas, vendedores... Enfim, todas as pessoas que fazem da voz a sua ferramenta de trabalho.
Saiba +
Artigos

Desafios
Publicado no Jornal Comércio da Franca do dia 12/08/2016, Seção Opinião e Debates, pág. 02 (disponível também em http://gcn.net.br/noticias/329796/opiniao/2016/08/desafios)
Escrito por: Tiago Faggioni Bachur. Advogado e Professor especialista em Direito Previdenciário



Na busca de medalhas de confiança, o governo faz verdadeiro decatlón ao pedir sacrifício para o povo. Faz halterofilismo, ao tentar impor medidas pesadas, a exemplo do teto de gastos públicos e o não aumento real dos salários dos servidores. Em contrapartida, erra o alvo, como fez na semana passada, ao majorar salário dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, acabando por aumentar também o de toda a classe política, vez que, pela lei, um está atrelado ao outro.

 

De outra sorte, muitos chefes de família passarão o próximo Dia dos Pais longe do pódium do emprego. Foram desclassificados, sob desculpa dessa grave crise do país. Fábricas e montadoras demitindo, lojas fechando, etc. Em Franca, por exemplo, nessa semana viu-se algo semelhante: a empresa de transporte público despediu cobradores de ônibus para cortar gastos.

 

Nesse aspecto, em que pese a ginástica das empresas para amoldar às regras, a pira olímpica do direito dos trabalhadores deve manter-se acesa. Trabalhadores doentes, a exemplo, não podem ser demitidos.

 

Se a doença surgiu ou agravou por conta do trabalho, há estabilidade. Além disso, doenças surgidas e/ou agravadas pelo trabalho além de permitir o recebimento de benefício do INSS, podem garantir indenização contra o empregador. Se o trabalhador não demitido acumular função de outro, pode ter direito de receber a mais pelo acúmulo. O PPP (documento que mostra a atividade insalubre) tem que estar corretamente preenchido. Enfim, há inúmeros outros direitos que nem sempre são arremessados dentro do campo de conhecimento do trabalhador. Em casos tais, deve se buscar a ajuda de um especialista.

 

Finalmente, todo pai que cruza a linha de chegada, passando por todos os obstáculos do Brasil, lutando com garra e espírito esportivo de honestidade como exemplo para seus filhos, pode ser considerado vencedor de grande mérito. Parabéns aos pais, pelo seu dia.

 

 

Tiago Faggioni Bachur Colaborou Fabrício Vieira, advogados e professores especialistas em Direito Previdenciário


.........................






BACHUR & VIEIRA - advogados


acesse: www.bachurevieira.com.br
Escritório: Rua Couto Magalhães, 1846 e 1850 - CEP 14.400-020 - Fone (16) 3403.3468 e 3025-0503 - Franca/SP


Mantenha-se informado em tudo o que acontece na área previdenciária. Acesse www.bachurevieira.com.br.
Notícias previdenciárias atualizadas diariamente!






Voltar


Rua Couto Magalhães, nº 1846 e nº 1850
Centro - Franca/SP - CEP 14400-020
Fone (16) 3403-3468 - 3025-0503

Todos os direitos reservados
Desenvolvido por