NOTÍCIAS

Informação foi divulgada nesta terça-feira pelo Ministério da Previdência. Em maio, resultado negativo teve queda de 12,2%, para R$ 2,41 bilhões.
01-07-2011

 

Informação foi divulgada nesta terça-feira pelo Ministério da Previdência. Em maio, resultado negativo teve queda de 12,2%, para R$ 2,41 bilhões.


O déficit do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sistema público de previdência que atende os trabalhadores do setor privado no país, somou R$ 17,62 bilhões de janeiro a maio deste ano, informou nesta terça-feira (28) o Ministério da Previdência Social.


Isso representa uma queda de 11,1% em relação ao resultado negativo de R$ 19,81 bilhões registrado em igual período de 2010. Os números foram corrigidos pelo INPC. Em todo ano passado, o déficit do INSS totalizou R$ 44,3 bilhões, com queda de 4,5% frente ao ano anterior.


"O principal fator da melhoria do resultado foi o crescimento da arrecadação, que cresceu 9%, em termos reais, no acumulado do ano. Foi muito mais do que o crescimento do PIB. Enquanto isso, as despesas cresceram 3,8% [em termos reais], ligeiramente abaixo do que seria esperado. O principal fator é o aumento da arrecadação, em função do aumento do salário médio e da formalidade", explicou o secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim.


Resultado de maio
Somente em maio deste ano, ainda segundo números divulgados pelo governo federal, o déficit do INSS totalizou R$ 2,41 bilhões, com queda de 12,2% frente ao mesmo período do ano passado, quando foi apurado um resultado negativo de R$ 2,75 bilhões.


Benefícios previdenciários e arrecadação líquida
O pagamento de benefícios previdenciários somou R$ 108,12 bilhões nos cinco primeiros meses deste ano, o que representa um aumento de 10,4% frente ao ano mesmo período do ano passado (R$ 97,89 bilhões).


Ao mesmo tempo, a arrecadação líquida do INSS somou R$ 90,49 bilhões de janeiro a maio, o que representa uma elevação de 15,9% frente ao mesmo período do ano passado - quando totalizou R$ 78 bilhões.


Estoque de benefícios emitidos
Dados do Ministério da Previdência Social mostram que o estoque de benefícios emitidos em maio deste ano superou a barreira dos 28,4 milhões. Este número engloba os benefícios previdenciários, os assistenciais e os acidentários. Isso representa um crescimento de 3,8% sobre o estoque de benefícios emitidos em maio de 2010 (27,3 milhões).


 


Fonte: G1 (30-06-2011)